Diário de bordo!

Diário de Bordo!

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Quem é ela?


Primavera

                                               Por Dami Ribeiro


Primavera, prima de quem?
Prima das cores, das flores, dos sabores,
Prima dos odores, dos cantores, e dos amores também.

Prima da vida, da moça bonita que passa faceira
Sem medo de sorrir e brincar,
Prima do tempo, de todo o tempo
Que nos faz sonhar.

Prima da vida que correu depressa
Mas que deixou uma fresta
Pra gente lembrar.

Prima dos planos, dos desejos,
Das festas e dos ensejos,
Prima das conquistas,
Das mudanças...

Prima da esperança,
Daquilo que era,
Daquilo que é,
Daquilo que virá,

Primavera!


     

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Música


Canção Simples de Querer
 
                                Letra: Dami Ribeiro
                                                  Música: Drew Moraes e Dami Ribeiro


Eu, não quero mais pecar,
Quero te amar
E te obedecer...

Eu, não quero mais chorar,
Só quero te louvar
Até o amanhecer...

E te agradecer,
Fazendo o teu querer...
A Ti pertencer, Jesus
E só pra ti viver...

Não importam as circunstâncias...

Te Louvarei Senhor!


Mesmo sem poder,
Mesmo sem apoio,
Te louvarei Senhor.

Em tempo,
Fora de tempo
Em sanidade,
Ou em meio à maldade,
Te louvarei Senhor.

Mesmo com toda a conspiração,
Mesmo com dor no coração,
Mesmo em meio à tribulação,
Te louvarei Senhor.

Pois não há vitória sem luta
Paz sem guerra,
Amor sem perdão.
Vida eterna sem santidade,
Querer sem vontade,
Louvor sem adoração!

                                                 Damiana Ribeiro

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

chuva temporã



Senhor, és chuva temporã que saciou minha sede... abro as janelas e te convido que invadas minha alma com tua luz radiante...e que meu grito de felicidade alcance teus ouvidos e te faça sorrir... me iluminando cada vez mais!

                                  Damiana Ribeiro


Anseios da alma...

 
Conjecturas de experiências espirituais futuras...


                                        por Damiana Ribeiro


Dormia, porém meu coração estava acordado...
Meu Amado bateu-me a porta...
Reluzia... sua cabeça estava molhada,
 E o sereno da noite escorria pela sua pele,
Mas seus pés, descalços, estavam secos e limpos...
Eram firmes e fortes...
E me disse: “Preciosa minha, deixa-me entrar...”
Sua voz era como a de um trovão...
Estremeceu-me a alma...
Cheguei a titubear pensando: “não tenho honras para vesti-lo.”
Então, ignorando-me depressa abri...
Foi quando transpassou-me o peito com uma das mãos...
Segurou-me o coração... e restaurou meu fôlego...
Devolvendo-me a Vida Eterna!!!

Nova forma de comunicação!!!



        O som dos meus pés na terra se converte em uma nova maneira de expressão... e corro, então, milhas de quilômetros praticando esta nova forma de comunicação com Deus... ás vezes no deserto, ás vezes na cidade, ou em lugares de muita necessidade... e a solidão destas largas carreiras me permite escutar com mais claridade a voz de Deus... dizendo que tudo criou para chamar-me a atenção, para conquistar-me...e também aprendo a reconhecê-lo no rosto das gentes de cruzam meu caminho... e um dia, O vi em um pequeno na rua...foi tão real... foi mais claro que a Lua... ALI TE VI SENHOR!!!!